En Marche! | Fale connosco: +351 239100351 ou hello(at)ebc.pt | Podcast EBC.pt Entrevista na TSF | Opinião | Objetivo SMART: 100.000 membros até 2020!

 

 

Viva!

 

No limite, é sempre à nossa consciência que temos que prestar contas. Habituei-me, não sendo fácil, a ser resiliente, e a continuar com os projectos que fazem sentido para mim, mesmo que as pessoas mais próximas sejam contra, dificultem.

 

Esta Rede foi criada dia 13 de Janeiro de 2009, mas sobretudo mantida, porque mantive as minhas convicções, contra a opinião de quem me deveria ter apoiado, apesar de grandes responsabilidades profissionais e familirares. Não podemos olhar só para nós e os nossos. 

 

Porque os actos têm consequências, passarei, de forma inteligente, a propriedade e gestão desta Rede a pessoas e entidades que possam dar continuidade a muitas coisas boas que construímos em conjunto. 

 

Na Transição Interior, que estou e continuarei a fazer com maior intensidade nos próximos meses, gostaria de relembrar as minhas posições sobre homens e mulheres, porque, como também sugerem em Tamera, a construção da Transição para uma Permacultura, dependerá muito da cura das relações entre homens e mulheres:

 

"Relativamente às relações entre homens e mulheres, e o seu papel na sociedade, em que acredito?


Começo pelas mulheres, ou se quiserem, o feminino que há em todos nós, homens e mulheres. O futuro da humanidade depende em grande medida de características, tipicamente, mais desenvolvidas nas mulheres. São exemplo, o cuidar das pessoas; o cuidar da vida em geral, e das pequenas vidas humanas em particular; uma maior aversão ao risco; e sobretudo, a maior
valorização do médio e longo prazo. Estas características serão fundamentais para sermos mais resilentes e felizes.

Estou muito satisfeito por vivermos num país, numa cultura, numa civilização, dita ocidental, em que as mulheres estão cada vez mais emancipadas de todos os pontos de vista. Por exemplo, sigo com particular interesse, o padrão de relação entre o homem e a mulher, na Dinamarca.

Os homens, e portanto, o masculino que há em todos nós, terá provavelmente, mais características negativas do que positivas, como suporte ao mundo que vamos construir para os nossos filhos e para as outras espécies que partilham o dom da vida connosco. No entanto, há uma característica tipicamente mais desenvolvida nos homens, natural ou adquirida, não sei, que também será fundamental para o futuro. Uma maior tendência para pensar por sistemas, o que, no mundo assaz complexo em que vivemos, é importante para a criação de soluções pragmáticas, que se possam aplicar a diferentes escalas, para fazermos a Transição para uma Permacultura.

Mais um motivo de esperança. A característica comum que homens e mulheres mais valorizam é a bondade."

 

Feliz ano novo!

 

 

 

 

 

 

Exibições: 58

Tags: permacultura, permaculture, portugal, transicão, transition

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede EBC para adicionar comentários!

Entrar em Rede EBC

Comentário de fatima colaço em 1 janeiro 2011 às 18:51
João, Feliz 2011!! Que sejamos todos capazes de SER BENEVOLENTES neste proximo ano, acrescentando mais valia à caracteristica valorizada pelos dois sexos - a Bondade!
Comentário de Maria Gomes em 1 janeiro 2011 às 18:00

Muito bem!

E que tal, ainda, se a «maldade» começasse a ser vista através da resiliência adquirida, como fazendo parte da integralidade do ser? Assim como toda a esperança é filha da morte...

BEMCOMUM.net Conferences

The NOVA.policies Conference. Registrations.

Economia de Transição

Somos uma Rede Social, com mais de 6.000 membros, especializada na facilitação de vida a Empreendedores de Transição para as Sustentabilidades.

Impulsionamos a Permacultura como filosofia e método de design em Portugal desde janeiro de 2009.

Fomos pioneiros na adaptação do Modelo de Transição à cultura e economia portuguesas!

© 2018   Criado por BEMCOMUM.net.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço