10 anos de Rede EBC! Fale connosco: +351 239100351 ou hello(at)ebc.pt Renew Europe Entrevista na TSF | Opinião | Sítio institucional Rede EBC.

MktLab

Economia de Transição

Somos uma Rede Social, com mais de 6.000 membros, focada no projeto ENERGizar.pt.

Misturamos essencialmente conceitos de Empreendedorismo Social com Modelos e Projetos de Desenvolvimento Sustentável (Permacultura, Transição, EBC, BCSD, B Corp) desde janeiro de 2009, porque como diz Peter Druker, a melhor forma de prever o futuro, é criá-lo!

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

Árvore, 10.000 anos depois... e ainda vive! Trees - Earth elderly beings

O mais antigo ser vivo do planeta Terra é uma árvore!
Se falasse, ela poderia nos contar a sua longa história, velha de mais de 10.000 anos.

Reverenciemos pois as árvores, esses seres incríveis que atingiram um estágio tão superior de desenvolvimento que se adaptaram maravilhosamente, atraindo a si tudo o que necessitam para sobreviver por mais tempo que qualquer outro ser vivo.
Tão evoluídas são as árvores... E tão confiantes no universo que criaram raízes.

As árvores são seres vivos simétricos das estrelas... Enquanto que as estrelas transformam matéria em energia, as árvores transformam de novo a energia em matéria.

*************************************************************

A tree is the oldest living being on planet Earth!
If it could speak, a 10.000 year story could be told.

Shall we pay trees the due reverence, as these incredible beings reached such superior development stage that fit beautifully, drawing to themselves all they need to survive longer and better than any other living being. Moreover trees learned how to transform energy into matter... They are life guardians.

So evolved trees are, they even waived mobility and developed roots.

Exibições: 1745

Tags: tree, árvores

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede EBC para adicionar comentários!

Entrar em Rede EBC

Comentário de Luís Amaral em 2 fevereiro 2012 às 23:02

Atenção!!

Especialmente para todos os que apreciam as árvores e desejam obter mais informação sobre a forma como elas nos podem ajudar a ultrapassar os desafios e impasses que actualmente enfrentamos, convido-vos a participar no próximo Curso de Introdução à Transição para a Permacultura que decorrerá na África do Vilarinho, durante o fim de semana de Carnaval:

Para mais informação clicar aqui

Comentário de Willemine (Guilhermina) de Jongh em 29 janeiro 2012 às 0:14

Beautiful video...thanks! Celebrating their existence and defending their (and our) survival its our duty I think.

Just one funny information (perhaps the weather news should incorporate this info daily): Average temperature in a street with trees is 3 degrees less than in a street without....

Comentário de Maria Afonso Sancho em 23 janeiro 2012 às 21:39

Lindo! Obrigada. :-)

Comentário de Olga Kazmina em 16 janeiro 2012 às 14:02

Obrigada pelo post tão bonito! Somos seres vivos do mesmo Planeta e bom de vez em quando lembrar o que outros, não inconscientes, como nos pensamos, fazem por nos, ou nos aproveitamos deles... E sentir o amor e gratidão! 

Comentário de Ana Teresa Simões em 15 janeiro 2012 às 9:12

Olá!

Eu diria que o que tem menos direito de ser é o "ser" humano contemporâneo...

looongooo abraço

Comentário de Luís Amaral em 10 janeiro 2012 às 0:37

É isso tudo e muito mais, amiga Fernanda.

Mas sobretudo as árvores têm o direito de SER, independentemente do que possamos nos servir delas.

Esta animal dito humano tem a enorme arrogância de sempre olhar para todos e para tudo da mesma forma: Como é que eu me vou SERVIR DE...

A isso chama-se egoísmo (ao nível do indivíduo) ou antropocentrismo (em larga escala).
É dessa forma que os humanos olham para o Planeta com o qual estão em guerra aberta (e a vencer...)
Nós olhamos para o que quer que seja e vemos RECURSOS ao nosso dispor e para que os possamos explorar...

Comentário de Luís Amaral em 7 janeiro 2012 às 2:50

:-) É mesmo Fátima.

As árvores fazem-nos reflectir sobre o fósforo a arder que é a nossa vida...

Soberbos estes seres monumentais que se erguem perante nós quais poesias vivas em permanente mutação.

P.S. Lamento que a suspensão intempestiva do Helder Valente, provocando a retirada da rede de todos os seus inúmeros posts, blogs, comentários e intervenções, tenha introduzido alguma confusão na sequência deste conjunto de comentários...

Comentário de Luís Amaral em 5 janeiro 2012 às 11:48

Pedro...
Não podes imaginar o quanto feliz e motivado me sinto por ter, através deste post, ajudado a despoletar essa tua brilhante ideia e iniciativa.

Muito obrigado! :-)

Gente...

  • Será que o Pedro deu o mote para mais uma tipologia de passeio cultural?
  • Será que vamos ter folowers à altura da brilhante ideia deste leader?
Comentário de Pedro Ferro em 5 janeiro 2012 às 11:28

Serão sempre bem-vindos aqui à zona! Vou por em prática a ideia e ainda hoje espero ir "visitar" uma destas árvores, quem sabe, em breve, não tenho já delineada a "Rota das Árvores do Concelho de Estremoz".

Comentário de Luís Amaral em 5 janeiro 2012 às 1:42

Ah Helder... não vais escapar sem uma (muitas) visita(s) ao Vale da Lama.

Pela alfarrobeira  e por tudo o mais!!

Espera pela "pancada"...
O Karl está a iniciar os contactos para promovermos "excursões" de fim de semana de carros particulares cheios de paletes de urbanos permacultófilos / desintegrados, sedentos de impactos criativos e inspiradores e que não se importam de dormir em "camas elevadas" eheheheh ;-)

© 2019   Criado por BEMCOMUM.net.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço