Rede EBC

Inovação Social, Organizacional e Política | BEMCOMUM.net | hello(at)ebc.pt

En Marche! | Volt | European SpringFale connosco: +351 239100351 ou hello(at)ebc.pt | Podcast EBC.pt Entrevista na TSF | Opinião | Objetivo SMART: 100.000!

Com a chegada da Primavera, com o renascer da Natureza, aparece a serra coberta de um enorme manto branco. Flores de pétalas imaculadas, outras marcadas por um pequeno coração vermelho sangue e outras, ainda, róseas. Toda a Natureza se prepara para noivar. Muito menina ainda comecei a subir esta serra que tanto amo e a observá-la coberta de estevas floridas expostas à impiedosa soalheira ou aos invernos chuvosos e frios que também por aqui se fazem sentir. E, contra tudo e contra todos, consegue sobreviver! Arbusto perseverante rasga o solo por entre as fendas rochosas e instala-se cobrindo as encostas destes cerros meridionais outrora deixadas nuas para aquecer as humildes casas serranas. O seu aroma vigoroso enche as noites quentes de Verão e as suas folhas, cobertas de goma brilhante, envernizadas, criam, a pouco e pouco, sombra onde os coelhos, as lebres e as perdizes, assim como as suas crias, se furtam das vistas das águias ou escapam da desidratação provocada pelas altas temperaturas dos longos estios.


Fotografias: captadas no monte junto à aldeia de Sampaio, no concelho de Vila Flor.
Poderá ver também esta postagem no blogue dedicado à aldeia de Sampaio, em:http://aprocuradesampaio.blogspot.com/

Também o javali , ou porco javardo como aqui lhe chamam, encontra refúgio e comida revolvendo o solo rico em insectos e larvas assim como a galinhola, escapada aos frios setentrionais. Estas flores, que atraem as abelhas, que fabricam o famoso mel do Caldeirão, também ajudam a cerva a dar mais leite à cria e darão as cápsulas que irão ajudar o cervato a fazer-se veado, senhor da serra, cujo berro encherá os vales no mês de Setembro. Da esteva, da modesta e pobre esteva, brotou a esperança desta gente que aqui viveu e ainda vive. Com ela se aqueceu, durante séculos, o forno que cozeu o pão , assou o cabrito ou o porco, cozeu os bolos caseiros de trigo colhido nestas terras agora quase abandonadas porque os que cá estão já somam muitos anos. Por entre este matagal, irrompem azinheiras e sobreiros, nascidos das landes e bolotas deixadas cair pelos gaios, pombos ou outros quaisquer pássaros que sobrevoam esta serra que se estende por vários concelhos algarvios.

Fernanda Ferreira

Exibições: 117

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede EBC para adicionar comentários!

Entrar em Rede EBC

BEMCOMUM.net Conferences

The NOVA.policies Conference. Registrations.

Economia de Transição

Somos uma Rede Social, com mais de 6.000 membros, especializada na facilitação de vida a Empreendedores de Transição para as Sustentabilidades.

Impulsionamos a Permacultura como filosofia e método de design em Portugal desde janeiro de 2009.

Fomos pioneiros na adaptação do Modelo de Transição à cultura e economia portuguesas!

© 2018   Criado por BEMCOMUM.net.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço