En Marche! | Fale connosco: +351 239100351 ou hello(at)ebc.pt | Podcast EBC.pt Entrevista na TSF | Opinião | Objetivo SMART: 100.000 membros até 2020!

olá :) sempre sonhei viver no campo um dia, mas faltava-me um plano. hoje começo a ter ideias mais claras sobre como fazer e/ou começar a mudança. comecei por procurar emprego no interior e a ver o preço das casas, entretanto vou calcular o valor do que posso vender aqui, para poder mudar. agradeceria todos os conselhos que me pudessem dar, em termos das vossas experiências e particulares sobre as necessidades que devo ter em conta. também gostava de saber sobre eco-comunidades, ou outras parcerias porque me parece muito boa a ideia de ter companhia para iniciar o projecto. 

Exibições: 301

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede EBC para adicionar comentários!

Entrar em Rede EBC

Comentário de Nemesio Paulo Viegas Damas em 8 dezembro 2014 às 0:18

olá ANA estamos quase no natal,como vai o teu projecto?

Comentário de Carlitos Alves em 15 novembro 2014 às 21:45

Nao pude ficar parado ao ver este blog mas por força das circunstancias nao vou puder dar a minha opinao.Vou pedir a sua amizade e ai poderei expressar melhor o que penso.muito obrigado pela atençao.

Comentário de ana frade em 4 novembro 2014 às 23:48

boa tarde joaquim

Muito obrigada por ter partilhado o seu projecto, mas parece-me um pouco ousado para quem só teve até agora uma horta de varanda e só tem dois braços para trabalhar :) espero ainda assim que encontre pessoas em melhor condição para se juntarem a si, pois parece uma ideia interessante :)

os melhores votos e que tenha muito sucesso :)

Comentário de Joaquim Carlos Dantas em 4 novembro 2014 às 16:56

Boa tarde Ana, 

Procuro alguém interessado em abraçar um projeto de produção de milho regional e fabrico de pão caseiro, (broa de milho de Arcos de Valdevez catalogada na "Ark of Taste da Slow Food Foundation for Biodiversity"). Tenho terreno de cultivo e um imóvel para recuperar para o efeito bem como moinho de água que tanto posso alugar como vender, num ou noutro caso, por um preço que seja justo. Dou toda a formação gratuitamente, (de confeção da broa e de noções básicas para criação e gestão de uma empresa).

Faço parte de um cunvivium da Slow Food e exerço funções de cargo público numa autarquia, pelo que tenho o maior interesse em promover o desenvolvimento sustentável do meu território.

Este projeto insere-se noutro mais abrangente de captação de novos rurais para o território com vista ao aproveitamento de recursos endógenos de grande qualidade e potenciar atividades turísticas e artes e ofícios tradicionais.

Caso tenha algum interesse em conhecer melhor este projeto, pode contactar-me pelo tel. 911833616 ou mail: reservas@habitatnatural.pt

Aceite os meus cumprimentos,

Comentário de ana frade em 2 novembro 2014 às 18:37

dilectos membros: o que são 120 mt2 em termos de espaço? que dá para uma bela horta eu sei, mas em termos da sustentabilidade alimentar dá para quê? como pessoa urbana com horta de varanda nem sei, para mim um punhado de terreno livre já é uma fortuna :D 

vi uma bela casinha de pedra na net que tinha um quintal destas dimensões com um preço que parece ótimo. de tal maneira que, mesmo sem $ na mão, tenho medo de não voltar a ver tal coisa (anda tudo tão caro e a casa já foi remodelada e tudo). é numa aldeia beirã isolada com uma pop. envelhecida e muita 2ª habitação (quase metade das casas) - 317 habitantes o ano todo. será que gostam duma neo-rural ou se sentem invadidos e embirram comigo? e mulher só em meio rural e fechado não será um pouco como a mulher nos navios? (dá muita crise de testosterona) depois tb fico dependente do carro para ir à vila buscar coisas... e não dá para fazer turismo rural nem tenho projecto de subsistência para ali que não seja plantar e procurar trabalho nas freguesias vizinhas que, tendo turismo, podem querer alguém que fale inglês e francês (se não os tiverem já).

tenho estado com isto tudo às voltas na cabeça, mas com poucos avanços que, em termos de burocracia, ainda estou quase na mesma, à espera que passem prazos para poder avançar mais um pouco :S

Comentário de ana frade em 29 outubro 2014 às 18:34

mais uma vez Olá :)

não me parece boa ideia. primeiro porque preciso do $ da venda para comprar. depois porque nesse cenário tinha de despachar inquilinos e imóvel. era mais uma preocupação

Comentário de Nemesio Paulo Viegas Damas em 29 outubro 2014 às 11:43

bom dia ANA

outra maneira de poupar tempo poderá ser alugar o que tem temporariamente,continuando á venda.

para que possa andar pra frente

Comentário de ana frade em 28 outubro 2014 às 23:27

olá menésio :) não era para comprar, mas para vender, que é mais díficil. tenho andado a ver o que há no olx e mesmo as coisas baratas me parecem um pouco caras. como eu disse, um casebre em ruinas custa o mesmo que um apartamento pequeno. e depois há as obras no dito...

Comentário de Nemesio Paulo Viegas Damas em 28 outubro 2014 às 19:40

olá ANA,eu acho que uma forma de poupar dinheiro, é possivel se procurar directamente,algo para comprar porque os meios actuais e tradicionais (imobiliarias) são firmas que ganhão a vida ,á custa dos outros,ganhão uma percentagem e quanto mais alto for o preço melhor,esta situação não é real,nestes tempos em que vivemos todos temos que fazer mais com menos, por isso procurar algo para comprar directamente sem intermediario,está a poupar comisões,claro dá trabalho,eu poderia tentar ajudar nisso se estiver interessada nesta zona do algarve.a primeira pergunta que lhe vem á cabeça,então nemesio trabalha de borla? digo-lhe o meu interesse é tentar juntar nos arredores pessoas que têem as mesmas ideias e interesses e que no futuro poderão colaborar,a varios niveis e trocas de saberes alimentos etc criando assim uma comunidade que poderá influenciar a comunidade agora estabelecida com todos os seus erros de vivencia que teem de ser desaprendidos.

Comentário de ana frade em 28 outubro 2014 às 0:50

Oi ana :) ainda bem que me falaste nisso dos convites de amizade, que eu via-os no mail mas só agora vi que tinha de os validar aqui :D

eu de certa forma gostava de ter companhia, primeiro por causa do dinheiro (em sociedade era mais fácil), em segundo por causa da segurança. Hoje em dia os meios rurais também já têm muita criminalidade e ficando eu sozinha numa casa isolada, tenho um certo medo. por outro lado também tenho noção de que esta companhia pode ser o melhor do mundo em termos de cooperação e partilha, ou o azedar dum sonho, se as pessoas se desentendem. O nosso mal aí é virmos todos duma cultura urbana individualista sem grande experiência neste tipo de vivência comunitária... mas enfim, se calhar também não nos devemos privar dessa hipótese só por causa disso. afinal as pessoas também se podem dar bem e serem um grande apoio umas para as outras em termos de trabalho e conhecimentos.

Hoje fiquei a saber que o que tenho para vender vale muito pouco e vai ser complicadíssimo de despachar (pelo menos de acordo com uma imobiliária) :( tenho um sério medo de não conseguir fazer fundos no momento para me mudar. e custa-me imenso ter paciência para esperar mais uns quantos anos aqui a juntar dinheiro... muito terei de penar para descascar este 'abacaxi' *suspiro*

BEMCOMUM.net Conferences

The NOVA.policies Conference. Registrations.

Economia de Transição

Somos uma Rede Social, com mais de 6.000 membros, especializada na facilitação de vida a Empreendedores de Transição para as Sustentabilidades.

Impulsionamos a Permacultura como filosofia e método de design em Portugal desde janeiro de 2009.

Fomos pioneiros na adaptação do Modelo de Transição à cultura e economia portuguesas!

© 2018   Criado por BEMCOMUM.net.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço