BEMCOMUM.net Economia para o Bem Comum

Inovação Social, Empresarial e Política

12 anos de Rede EBC! Fale connosco: +351 239100351 ou hello(at)ebc.pt

Recrutamento

Economia de Transição

Somos uma Rede Social, com mais de 6.000 membros, promotora do projeto ENERGizar.pt.

Misturamos essencialmente conceitos de Empreendedorismo Social com Modelos e Projetos de Desenvolvimento Sustentável (Permacultura, Transição, ECGBCSD, B Corp) desde janeiro de 2009, porque como diz Peter Druker, a melhor forma de prever o futuro, é criá-lo!

Residências Comunitárias

Informação

Residências Comunitárias

Residências Comunitárias

Sem entrar em grandes filosofias, direi que são residências onde se vive em comunidade, com despesas e rendimentos a dividir por todos. No fundo, era como no antigamente onde existiam grandes famílias que viviam em perfeita comunhão de interesses. A primeira condição para fazer parte desta comunidade, é não dar valor ao dinheiro. O dinheiro não deve ser a preocupação, mas sim os seus residentes. Terá que existir uma conta comum, que será gerida por todos e só quando todos, maioritariamente, estiverem de acordo. Não existir chefes, as decisões são sempre tomadas por todos e por maioria. As decisões são tomadas em reunião da comunidade e decididas por maioria. O valor está no trabalho e não no dinheiro. As pessoas devem ter personalidades não conflituosas e democráticas. Não se preocuparem com luxos supérfluos, carros brilhantes e telemóveis topo de gama.

Exemplo de economia atual para 8 pessoas:

A)    António + Mariana + filho pequeno

António - Rendimento 500 euros

Mariana – desempregada

Filho na escola

Despesas renda de casa 350

Agua, luz e gás 50€

Disponível para viver : 100 euros / 30 = 3 € por dia, para comer, saúde, vestuário, educação do filho, transportes, etc . etc.

B)    José + Carla + filha pequena

 

Os mesmos cálculos do exemplo anterior

Disponível para viver : 100 euros / 30 = 3 € por dia, para comer, saúde, vestuário, educação do filho, transportes, etc . etc.

 

C)     João  empregado de escritório – vive sozinho

Rendimento – 600 euros

Despesas – 450 euros ( casa, água, luz, gás e transportes, )

Disponível  para viver : 150 euros / 30 = 5 € por dia para comer, saúde, vestuário, etc. etc.

Cláudia, desempregada – vive sozinha

Rendimentos : 0

Despesas – Quarto 100€

Sem dinheiro para comer. Vive de ajudas

Resumo:  Vivem todos mal.

 

Vamos a um exemplo de economia de escala nas residências comunitárias:

Constituição da comunidade –  6 Adultos ( + 2 crianças ) = 8 Pessoas ( as mesmas do exemplo anterior ).

Rendimentos da comunidade = 1600 euros mensais (António, José e João)

Despesas : 350 euros de renda de casa + 40 água + 60 luz+ 20 gás = 470 euros

Saldo disponível : 1100 euros mensais / 30 = 36€ para despesas, por dia, para todos, e ainda têm os alimentos da horta e renda da venda de alimentos biológicos, por exemplo, se for este ( PERMACULTURA) o modelo escolhido.

Resumo : Aqui todos podem viver dignamente, pois, 1100 euros mais a agricultura de subsistência e outros rendimentos, dá para viver e sem problemas.

Para quem estiver interessado contacte-me:

fvitor954@gmail.com

Da forma que as coisas estão, somos autênticos escravos do século 21

Vamos mudar este sistema irracional que nos querem vender.

Vamos abrir os olhos.

 Atenção : Exemplos meramente explicativos.

Membros: 33
Última atividade: 25 Ago, 2019

Fórum de discussão

DISPONIBILIZO TERRENO

Olá a tod@s!Tenho um terreno perto de Castelo Branco que está a precisar de muito Amor, entre as aldeias de Cebolais de Cima e Alfrivida.Por não estar disponível para dar o Amor necessário gostaria…Continuar

Tags: comunidade, cedência, Terreno

Iniciado por Antonieta Lopes 23 Out, 2015.

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Residências Comunitárias para adicionar comentários!

Comentário de Carmen Ferreira em 13 agosto 2013 às 19:33

Ola. E esta comunidade seria onde? Um abraco. 

p.s.- este teclado nao fala portugues :)

Comentário de Maria Lucília Martins Zenhas em 30 abril 2013 às 4:27

Olá, Vítor, Não sei porquê, abandonou o nosso diálogo. Já não estão interessados nas residências comunitárias? Eu, mais que nunca. O meu vencimento sofreu cortes e além disso cada vez me sinto mais só. Gostava mesmo de juntar um grupinho que se entendesse bem para podermos viver juntos, partilharmos as despesas e fazermos companhia uns aos outros.

Comentário de Joana Isabel Pereira Rodrigues em 27 outubro 2012 às 18:27

boa noite gostaria de solicitar um contacto a fim de obter mais informações

Comentário de Marco Antonio Monteiro Ferreira em 10 agosto 2012 às 0:22

queria mesmo pertencer a uma comunidade dessas estou sozinho desempregado desde os 14 k nao vivia em casa dos meus pais e agora aos 32 pelas circuntancias da vida tive k vir viver para casa deles estou numa area um pouco estagnada e estou a ficar igual se alguem me quiser para trabalhar em troca de comida e dormida estou aberto a sugestões

Comentário de Maria Lucília Martins Zenhas em 9 agosto 2012 às 15:03

Com certeza Vítor. Fico aguardando. Um abraço.

Lucília.

Comentário de Vitor em 9 agosto 2012 às 14:52

Olá  Maria Lúcia.

Sem dúvida que o objetivo é esse mesmo-ajudar quem precisa de apoio e quem vive sozinho e não gosta.

Para além disso, a partilha e entreajuda, será o caminho para a realização espiritual e social. 

Viver  numa residência comunitária ou mesmo numa cooperativa sem fins lucrativos, pode ser sublime, desde que se encontrem as pessoas certas. Nesse sentido, oportunamente, convidá-la-emos para nos visitar num fim de semana, para troca de ideias.

Não marco já uma data, pelo simples facto de a nossa casa atual não reunir as condições que achamos necessárias.

Em breve vamos contactá-la se desejar visitar-nos

Um abraço fraterno

Vitor

Comentário de Maria Lucília Martins Zenhas em 7 agosto 2012 às 13:46

Acho também que seria a solução para muitas pessoas a viver dificuldades.

Comentário de Maria Lucília Martins Zenhas em 7 agosto 2012 às 13:46

Acho a ideia interessante. Vivo sozinha e tenho meu vencimento, mas eventualmente, se conhecesse as pessoas e confiasse nelas, poderia embarcar numa situação destas. Pelo menos passava a ter companhia...

Comentário de Vitor em 2 julho 2012 às 15:00

Continuando a desenvolver este conceito de “ residências comunitárias “ :

A nossa residência pode ser uma célula, um laboratório, algo de novo no panorama da reestruturação da sociedade.

Como, o que importa são as pessoas, e a sua felicidade, tudo deverá ser feito neste sentido, mas, podemos estender este conceito a empresas, esta residência comunitária poderá, constituir uma empresa, onde a comunidade é sócia, e seguir os mesmos princípios de lealdade, democracia, entreajuda, comunhão de interesses, felicidade….

O nosso rácio de análise, será o Índice de felicidade, todas as nossas residências ou empresas comunitárias, têm que produzir felicidade para a sua comunidade, se as pessoas não estão felizes, a comunidade não fará sentido.

A questão do dinheiro, sempre o dinheiro:

Quando se inicia um projeto, seja ele qual for, necessita sempre de algum dinheiro. Existem sempre algumas pessoas que têm mais e outras menos, nesse sentido, as pessoas que têm podem avançar pagando mais que as que têm menos, lembrem-se que, nada dá mais felicidade a uma pessoa que ajudar quem precisa, experimentem ajudar quem precisa, mesmo um simples pão sem manteiga, pode fazer a diferença a quem tem fome e esse ato deixará a pessoa que dá tremendamente feliz.

 

Entreajuda:

Nada impede que uma residência comunitária ajude outra, antes pelo contrário, criando uma rede de residências comunitárias ou empresas comunitárias, que se entreajudam no objetivo de acabar com esta sociedade pervertida de valores.

Um dia quem sabe, que não serão milhares de células assim se ajudando a acabar com estes conceitos capitalistas sem sentido As pessoas gostam de ver para crer como São Tomé, por isso, os exemplos bem sucedidos, serão a verdadeira arma, sem violência, sem gritarias, sem força física, sem armas, só com o bom exemplo, poderemos mudar esta economia sem sentido, que o capitalismo e o socialismo criaram.

Não se esqueçam, a vida são dois dias, sejam felizes… 

Comentário de BEMCOMUM.net em 1 julho 2012 às 20:53

Interessante..

 

Membros (31)

 
 
 

© 2021   Criado por BEMCOMUM.net.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço