En Marche! | Fale connosco: +351 239100351 ou hello(at)ebc.pt | Podcast EBC.pt Entrevista na TSF | Opinião | Objetivo SMART: 100.000 membros até 2020!

Eu vou votar em branco. E vocês?

Exibições: 73

Respostas a este tópico

As mesas de voto tem representantes de varios partidos, era impossivel estar a fazer cruzinhas sem os outros verem, a probablidade disso acontecer é quase nenhuma penso eu, e eu nao acredito em nada de politicas

João Leitão said:
Olá Hélder,

Pode fazer. As mesas de voto/freguesias/cultura local, não são todas iguais. No caso da minha, creio que a probabilidade é muito pequena.

Helder valente said:
Peço desculpa mas eu já participei em mesas de voto e o que estas a dizer não faz nenhum sentido

Incitador said:
Eu ainda estou a ponderar essa hipótese. Há, no entanto, um perigo associado a esse acto. Conheço uma pessoa, que já esteve em mesas de voto, e que me alertou para o facto de ser fácil para quem conta os votos acrescentar uma cruz sobre um boletim de voto em branco.
Talvez seja preferível dar o voto a partido daqueles que não chegam a ter 1% dos votos.
A democracia semidireta, limita a “alienação política da vontade popular”, onde “a soberania está com o povo, e o governo, mediante o qual essa soberania se comunica ou exerce, pertence ao elemento popular nas matérias mais importantes da vida pública”.
Muito bom pati

Pati said:
Eu nunca votei porque acredito que a democracia representativa que temos é uma falsa democracia. O voto na verdade vale tanto como assinar uma folha em branco. Qualquer um pode escrever lá o que quiser. Numa democracia de verdade todos os cidadãos tem uma participação activa, tem voz, nesta não temos. Além disso está mais que provado que o poder corrompe. Nem um santo seria um bom presidente quanto mais esta cambada de pulhas.
Eu não posso votar em branco porque qualquer tipo de voto neste contexto mesmo que em branco é uma legitimação do actual regime.
O futuro quando todos perceberem que é inútil votar será impossível continuar com este regime e espero que evoluamos para uma democracia participativa onde todos tem uma palavra a dar, bem como a responsabilidade de assumi-la.
Incrivel!!
é isto que tento transmitir há anos e nunca o vi tão bem escrito.

Pati said:
Eu nunca votei porque acredito que a democracia representativa que temos é uma falsa democracia. O voto na verdade vale tanto como assinar uma folha em branco. Qualquer um pode escrever lá o que quiser. Numa democracia de verdade todos os cidadãos tem uma participação activa, tem voz, nesta não temos. Além disso está mais que provado que o poder corrompe. Nem um santo seria um bom presidente quanto mais esta cambada de pulhas.
Eu não posso votar em branco porque qualquer tipo de voto neste contexto mesmo que em branco é uma legitimação do actual regime.
O futuro quando todos perceberem que é inútil votar será impossível continuar com este regime e espero que evoluamos para uma democracia participativa onde todos tem uma palavra a dar, bem como a responsabilidade de assumi-la.


o voto e a opinião são direitos demasiado grandes para dar assim ao desbarato a quem passa a decidir em teu nome em assuntos que também te dizem respeito e da forma como o têm feito ao longo dos últimos anos.
Apesar de estar a fazer o meu pecurso rumo a um estilo de vida bem diferente do dominante, a não ser que haja de facto um colapso generalizado, há instituições que devem ser preservadas e reformadas. O sistema democrático actual tem inúmeras virtualidades. Eu não o quero destruir. Quero comunicar com ele. No Domingo dia 27, vou-lhe dizer que não estou representado. Compreendo perfeitamente outras opções.
Eu também voto em branco, apesar de ficar sempre um pouco desconfiado do que certas pessoas podem fazer com um voto em branco. Mas penso que o voto em branco é um bom sinal de que não estamos satisfeitos com o sistema ou com as pessoas que nos representam na assembleia da república.

RSS

BEMCOMUM.net Conferences

The NOVA.policies Conference. Registrations.

Economia de Transição

Somos uma Rede Social, com mais de 6.000 membros, especializada na facilitação de vida a Empreendedores de Transição para as Sustentabilidades.

Impulsionamos a Permacultura como filosofia e método de design em Portugal desde janeiro de 2009.

Fomos pioneiros na adaptação do Modelo de Transição à cultura e economia portuguesas!

© 2018   Criado por BEMCOMUM.net.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Política de privacidade  |  Termos de serviço